|
Escrito por Bike emagazine.com.br
Acessos: 405

mar 24, 2020 Competições, Destaque, Último KM

Ciclista na Volta a Portugal 2019

Do Bikemagazine
Foto de divulgação/Paulo Maria

Na Europa, os governos ainda não tomaram um posicionamento unânime a respeito dos ciclistas poderem treinar na rua durante a pandemia coronavírus. Enquanto Itália, Espanha e França endureceram as regras, impedindo as pedaladas, em Portugal a Federação Portuguesa de Ciclismo comunicou aos ciclistas com contrato profissional que eles estão liberados para treinar ao ar livre. Já os demais cidadãos poderão fazer saídas de curta duração para atividade física, sem acompanhante.

Ciclistas portugueses, como Rui Costa, Nelson Oliveira, Maria Martins e Raquel Queirós e Daniela Campos, entre outros, já estão entre os nomes que vão receber um documento atestando que são profissionais para o caso das autoridades solicitarem a autorização.

As novas normas estão em um comunicado divulgado nesta segunda-feira (23 de março) pelo Comitê Olímpico de Portugal (COP) e enviado a todas as federações desportivas. O documento tem três recomendações: não utilizar espaços públicos onde se encontrem outras pessoas na proximidade, não realizar treinos em ambientes fechados em conjunto com outros atletas e somente utilizar espaços ao ar livre certificando-se que não terão contato com outras pessoas.

Enquanto isso, na Inglaterra, a British Cycling, a federação britânica, aconselhou o governo de Boris Johnson a recomendar o uso da bicicleta aos cidadãos e o ministro federal da Alemanha, Jens Spahn, pediu às pessoas que andem ou pedalem em vez de utilizarem os transportes públicos.