|
Escrito por Super User
Acessos: 57

Matej Mohoric (Bahrein-Mérida) venceu Nico Denz (AG2r La Mondiale) em um sprint entre eles e venceu em Gualdo Tadino, depois de a etapa mais longa do Giro d'Italia ter visto Esteban Chaves cair da classificação geral.

Chaves se distanciou na primeira longa subida do dia, quando o Team Sky estabeleceu um ritmo acelerado. Apesar de uma longa perseguição liderada por vários companheiros de equipe, ele nunca conseguiu voltar para o pelotão. Simon Yates terminou em segurança dentro do pelotão, 34 segundos atrás de Mohoric, o vencedor da etapa, mas agora é o único líder da equipe Mitchelton-Scott na segunda metade do Giro d'Italia. Já que Chaves a partir de agora, será ainda mais gregário do seu capitão.

Tom Dumoulin (Team Sunweb) sobreviveu a uma quebra tardia para subir para o segundo lugar geral, 41 para baixo em Yates. Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) subiu para o terceiro lugar aos 46 segundos.

A etapa de 156km de amanhã, quarta-feira (11/05) de Assis a Osimo é outro dia nos montes Apeninos, com uma visita ao local de nascimento de Filottrano, de Michele Scarponi, antes da subida íngreme e tortuosa até o final, com chegada no centro de Osimo.

Após a chegada, Chaves falou sobre o ocorrido com ele na etapa. "Esse é o Giro ... Eu tenho um relacionamento difícil com a Itália, é amor e ódio. Apenas alguns dias atrás eu gostei de um dos melhores dias da minha carreira e agora é difícil para minha moral. Mas essa é a vida, só podemos fazer o nosso melhor. O importante é que ainda temos a camisa do líder. Nossos planos não mudarão".

"Ainda temos que entender meus problemas. Eu simplesmente não tinha forças e não podia ficar com os melhores na primeira subida. Tentamos perseguir a equipe e chegamos a um minuto, mas não deu certo".